O verão pede uma alimentação mais adequada ao forte calor

Dica de Alimentação de Verão.

Entre os dias 21 de dezembro e 20 de março a terra fica mais próxima do sol no hemisfério sul. Além de propiciar as melhores condições para férias e viagensà praia, as altas temperaturas – comuns do verão – afetam o metabolismo do corpo, exigindo uma alimentação mais adequada ao calor. Tendo em vista o aspecto das mudanças no metabolismo diante o aumento das temperaturas, a nutricionista Nádia Nascimento Amore, da Coordenação de Atenção à Saúde do Servidor (CAS) do
Ministério da Saúde, deu dicas sobre alimentação adequada no verão.

– Por que devemos mudar a alimentação no verão? Qual a relação entre temperatura ambiente e o nosso corpo? O que acontece com nosso metabolismo?
O ideal seria seguirmos ua alimentação saudável e equilibrada, de acordo com os preceitos do Guia Alimentar para a População Brasileira, ao longo de todo o ano. Porém, no verão, o consumo de frutas, verduras e legumes são ainda mais importantes, pois auxiliam na hidratação e reposição de sais minerais perdidos na sudorese, geralmente aumentada nesta época do ano. Com o aumento da temperatura externa, nosso metabolismo sofre alteração para se adaptar às altas temperaturas e uma das consequências disso é o aumento da transpiração. Além disso, atingir e manter a temperatura interna exige menos esforço de nosso organismo e, por isso, sentimos menor necessidade de alimentos com alta
densidade energética, como por exemplo, massas, pães e alimentos mais gordurosos.

– Quais os alimentos mais adequados para ingerir nesta época do ano?
Devemos dar preferência a alimentos mais leves e de fácil digestão, incluindo frutas com alto teor de água (como melancia, abacaxi, laranja) e saladas cruas com vegetais variados (alface, agrião, escarola, rabanete, cenoura, pepino, tomate entre outros), pois aumentam a sensação de refrescância. Água, água de coco e sucos de frutas sem adição de açúcar também podem ser ingeridos com maior frequência.

– E quais são os alimentos que devemos evitar nessa época do ano e por quê?
Alimentos e preparações muito gordurosas (maionese, frituras, feijoada) devem ser evitados, pois sua digestão é mais lenta e acaba demandando maior esforço do organismo. A própria digestão deixa a pessoa mais lenta, pois o fluxo sanguíneo se concentra no estomago para facilitar a digestão. No verão, aquela moleza que dá após uma refeição será ainda maior. Sorvetes de chocolate, flocos, e os sabores que não levam frutas devem ser trocados por picolés de fruta. A carne deve ser
magra, com pouca ou nenhuma gordura aparente.

(Parte de artigo extraído do Blog da Saúde – Ministério da Saúde)

Últimas notícias

30/07/2021

Recadastramento volta a ser realizado no IPACI

Após a Secretaria de Estado da Saúde, por meio do boletim epidemiológico, classificar Cachoeiro de Itapemirim com ‘...
12/05/2021

Prorrogado por mais 90 dias o prazo de início do recadastramento anual

Por meio da Portaria N°069/2021, o Presidente Executivo do IPACI, Eder Botelho da Fonseca, decidiu prorrogar o prazo para o ...
26/02/2021

Prorrogado por mais 60 dias o prazo de recadastramento anual

Por meio da Portaria N°044/2021, o Presidente Executivo do IPACI, Eder Botelho da Fonseca, decidiu prorrogar o prazo de suspensã...
12/02/2021

Prazo prorrogado para recadastramento anual vai até o dia 28

Por meio da Portaria n°148/2020, o Presidente Executivo do IPACI, Eder Botelho da Fonseca, decidiu prorrogar o prazo para o ...